+351 914 567 853

Mudanças climáticas: a vida verde se torna um desafio

|
Checklist para Arquitetura CorporativaChecklist para Arquitetura Corporativa
Checklist: O que considerar em projetos de arquitetura corporativa

As atuais mudanças climáticas refletem a necessidade do homem em engajar políticas para desenvolver a biofilia.

As alterações no clima do Planta Terra estão cada vez mais evidentes e, mesmo aos céticos, fica difícil ignorar as extremidades tão latentes nos últimos meses, seja com as fortes secas e incêndios de proporções gigantescas que castigam países tropicais, seja com as fortes chuvas que alagam de forma constante os centros urbanos.

Acrescente-se a isso a elevação do nível da água dos mares e a constante poluição da atmosfera.

Montanha sofre com as mudanças climáticas

Nesse cenário, a vida verde parece virar raridade. Até mesmo a natureza parece não mais se controlar diante da feroz atuação humana que, por longos séculos, simplesmente ignorou sua existência.

E ao mesmo passo que as mudanças climáticas são cada vez mais intensas, temos a expansão da pecuária e agricultura em áreas antes tidas como florestas, e, pior, ausência permanente de políticas públicas engajadas em alterar o modo do homem se relacionar com o meio ambiente, de forma engajar a biofilia.

O Acordo de Paris, que tem como principal objetivo fortalecer a resposta global à ameaça da mudança climática e de ratificar a necessidade pelo desenvolvimento sustentável, representa o compromisso assumido pelos países mais poluentes em lidar com os impactos de tais mudanças no clima.

Contudo, recentemente (ano 2019), tal tratado perdeu um dos seus pilares como signatário, o que representou um grande retrocesso à intenção inicial do aludido pacto internacional.

Às vezes parece que o homem caminha na contramão. É imperioso mudarmos a forma de enxergar a realidade e, principalmente, a forma de agir quanto ao atendimento das necessidades do consumo em massa à luz da sustentabilidade.

Mais do que nunca, as políticas públicas de engajamento da vida verde precisam torna-se a principal prioridade. Seja no campo, seja na cidade.

Políticas públicas para conter as mudanças climáticas

Mas isso necessariamente passa por transformações, não só de como lidamos com o desmatamento e destruição da natureza, mas também dos produtos que consumimos e os combustíveis que utilizamos no dia a dia.

A quantidade de água empenhada para manter rebanhos, os elevados gases emitidos na atmosfera pelos respectivos animais, acrescidos da queima desmedida de combustíveis fósseis, tornaram nosso Planeta temerário para as próximas gerações.

Isso porque a diversidade do meio ambiente é fator chave para a nossa sobrevivência, mas a maioria das pessoas, desprovidas de incentivos públicos, principalmente de educação sustentável, não têm consciência que a biofilia é o bem mais importante que a humanidade pode desfrutar.

Sua função na transformação no clima, na estabilização de solos, os reflexos positivos nas bacias hidrográficas, são de grande importância, mas pouco conhecida pelos cidadãos.

A tal transformação também passa pelos espaços vazios contidos principalmente nas capitais, já que quase sempre possível a seu aproveitamento para fomentar a vida verde, sendo que os jardins verticais ou paredes verdes representam ótima solução para tais necessidades.

parede verde ajuda a conter as mudanças climáticas

Ainda, o plantio de árvores e realização de bolsões verdes tendem a ser moda, mas que não poderá ser passageira. Deve ser permanente, assim como a visão das entidades públicas ou privadas.

Nós da Moss n Art estamos dispostos a ajudar na mudança do comportamento das pessoas, e vemos em todo espaço a possiblidade de fomentar a vida verde, o que contribui para que nosso Planeta sobreviva nessa batalha que não está perdida.


Blog Moss N Art
Artigos recentes
Receba novidades