+351 914 567 853

Arquitetura hospitalar é nova aliada para tratamentos médicos

| ,
Arquitetura hospitalar é nova aliada para tratamentos médicos

Artes decorativas verdes são cada vez mais utilizadas como instrumento de design por arquitetos de unidades hospitalares 

A estadia em hospital ou clínica médica é tida como uma das experiências mais estressantes para o ser humano. Qualquer fator que contribua para o avanço da condição clínica de pacientes ou do bem-estar daqueles que frequentam a unidade hospitalar é tido como aliado importante no tratamento médico-hospitalar.

A par disso, surgiu a denominada arquitetura hospitalar, um ramo específico de atuação de profissionais com visão multidisciplinar, focado para a infraestrutura e design de ambientes assistenciais à saúde, com o objetivo de torná-los mais humanizados.

Nesse sentido, o projeto arquitetônico hospitalar é pensado não só em garantir a funcionalidade das unidades, mas também em propiciar ambientes aconchegantes e de bem-estar, o que inclui atuação específica dos profissionais e designers para escolha correta de acabamentos internos e produtos voltados para o engajamento do ser humano com a natureza, tais como jardins exteriores e internos, bem como artes decorativas verdes.

Tal pensamento tem como base precípua o estudo pioneiro realizado pela inglesa Clare Cooper Marcus, que é profissional de destaque no ramo da arquitetura paisagística, ao apontar os benefícios que o contato do ser humano com a natureza podem propiciar à melhoria da saúde, sobretudo ao aumentar a capacidade das pessoas em lidar com situações de risco.

Em seu artigo Gardens and Health (2014), a aludida a educadora aponta que a natureza influi de maneira significativa nos aspectos sensoriais das pessoas, já que propicia melhora da qualidade de vida e, por consequência, atua positivamente sobre a mente e estado de espírito daqueles que estão inseridos em ambientes repletos de áreas verdes e aspectos naturais.

Para Cooper, as diversas formas de contato com a natureza, tal como os jardins em seus mais variados tipos, são importantes remédios contra o stress, pois promovem sensação de bem-estar, aumentam o controlo emocional e da ansiedade, além de permitir acesso à distracções positivas. E isso ganha relevância ímpar em pacientes ou pessoas enfermas que lutam, muitas vezes, pela própria vida nas unidades hospitalares nas quais estão internadas.

Tal estudo foi fundamentado em diversas vertentes, dentre as quais estão as pesquisas realizadas para compreender a conexão existente entre o aspecto psicológico (mente) e o aspecto físico (corpo), bem como estudos diversos que concluem pelo interesse cada vez mais crescente por medicinas alternativas e que possam ser direcionados para determinada coletividade.

Nos dias atuais é possível ver essa ideia refletida na moderna arquitetura e decoração das unidades hospitalares que empregam, cada vez mais, em suas estruturas internas e externas, recursos biofílicos que engajam o ser humano com a natureza, na tentativa de tornar os hospitais ou clínicas médicas mais aconchegantes e saudáveis para pacientes, funcionários, familiares e visitas.

Isso tudo porque a qualidade de vida, recuperação da saúde e controlo emocional estão ligadas de forma direta ao contato do ser humano com a natureza e de seus elementos básicos como plantas, flores e jardins. Assim, as unidades de saúde passaram a ser tidas como espaços com enorme potencial para o design biofílico e de sustentabilidade. 

Mediante estudo técnico e personalizado para fins de implementação de paisagismo em determinado prédio hospitalar, é possível harmonizar cada espaço com a natureza de acordo com suas peculiaridades, através da utilização de materiais e vegetação adequada.

Nesse campo ganham destaque o uso de jardins exteriores e interiores, artes decorativas verdes, plantas naturais, artificiais ou preservadas, além de jardins verticais e quadros decorativos que dispensam manutenção e rega d’água. 

Tais soluções verdes são perfeitas para ambientes já construídos e que não foram projetados ou idealizados com base na arquitetura hospitalar moderna, e que ficam localizados, na grande maioria das vezes, em centros urbanos onde a densidade construtiva é elevada.

Ainda, é possível utilizar-se dos chamados telhados verdes como outra solução sustentável para tais edifícios, sendo que ganham relevância os projetos de hortas urbanas que representam excelente estratégia da sustentabilidade hospitalar através do cultivo e pequena agricultura urbana aptas a fornecer alimentos frescos e saudáveis. Ademais, tal solução pode contribuir também para tratamentos clínicos específicos, como nos casos da terapia ocupacional de pacientes necessitados.

Tais recursos verdes acima mencionados são ferramentas que servem para formar o denominado jardim terapêutico que deve ser implementado à luz de fatores técnicos diversos, motivo pelo qual o conhecimento da equipa especializada da Moss n Art pode contribuir, e muito, para desenvolver e implementar o paisagismo hospitalar.

O primeiro prédio hospitalar sustentável foi projetado pelo arquitecto Emilio Ambasz, no ano de 2008.  O Ospedale dell”Angelo, em Veneto, na Itália, fica localizado numa área rural, mas de fácil acesso, e foi pensado de acordo com os princípios da humanização para contribuir na recuperação plena da saúde dos pacientes. 

Os blocos do edifício são unidos por jardins que promovem a sensação de conforto através de paisagem verde:

arquitetura hospitalar

Outro exemplo de hospital verde é o famoso NG Teng Fong, localizado em Cingapura, sendo o primeiro campus médico construído com ambulatório, hospital comunitário e hospital geral de cuidados agudos, que possui estrutura para mais de mil leitos e foi idealizado para integrar pacientes à natureza e sustentabilidade:

Dentre outros benefícios já apontados, não podemos esquecer de citar que a sustentabilidade na rede hospitalar ainda pode propiciar o equilíbrio da temperatura dos ambientes internos, melhoria de eficiência energética dos prédios, além de ajudar na função acústica com a diminuição de ruídos diversos. 

E com a evolução tecnológica inseridas nas soluções verdes, sempre ligada às ideias inovadoras, com projetos personalizados, a Moss n Art possui equipa profissional para criar espaços verdes de multifuncionalidades que contribuem para oferecer benefícios a todos que frequentam o ambiente hospitalar.

Para conhecer um pouco mais sobre design biofílico e paisagismo hospitalar, aceda o sítio eletrônico da Moss n Art. Thinking Green.

Blog Moss N Art
Artigos recentes
Receba novidades
Copyright 2020 Moss n Art | Termos & Condições e Política de Privacidade