+351 914 567 853
  • Início
  • Blog
  • Notícias
  • Como arquitetos devem usar as redes sociais para atrair e converter mais clientes

Como arquitetos devem usar as redes sociais para atrair e converter mais clientes

|
Checklist para Arquitetura CorporativaChecklist para Arquitetura Corporativa
Veja também
Checklist: O que considerar em projetos de arquitetura corporativa

Atrair novos clientes é sempre um dos principais objetivos de qualquer profissional e empreendedor e, não surpreendentemente, também é a lógica dos arquitetos autónomos e dos escritórios da área. Mas, como alcançar diferentes públicos e prospetar novos projetos? A criatividade somada ao marketing de conteúdo digital é um dos caminhos fundamentais. 

Pensar em gestão de conteúdos digitais para as redes sociais pode parecer demasiado complexo, mas é algo bastante simples desde que um bom planeamento seja estruturado desde o início. 

A primeira dica é focar-se no seu público-alvo, perceber como é que ele se relaciona com a internet e criar estratégias que despertem o seu interesse. Ter um bom posicionamento online significa que, além de um caminho direto de comunicação, o seu trabalho também passará maior credibilidade.

Quais os conteúdos a explorar na internet?

Numa breve lista, o marketing de conteúdo para arquitetos e designers deve contemplar os seguintes formatos:

  • Galeria de fotos com o antes e depois dos projetos;
  • Post’s com dicas de tendências;
  • IGTV’s no Instagram;
  • Textos para blogues;
  • Vídeos para o Youtube;
  • Newsletter mensal via e-mail;
  • Podcast com dicas de reforma e economia.

Mas, por que razão investir no digital? 

Hoje em dia é impossível falar de consumo sem citar a influência das redes sociais. Não à toa, investir no digital tornou-se algo essencial para que empresas e profissionais atinjam os seus públicos. 

O primeiro ponto é ter em mente que o mundo online é muito abrangente e há infinitas possibilidades de desenvolver um bom marketing de conteúdo. A importância do universo da tecnologia é ser justamente o principal meio para dar visibilidade ao trabalho executado e transformá-lo numa referência desejada no mercado. 

Por outras palavras, os consumidores procuram o que desejam nesse ambiente e estar presente é a única forma de ser encontrado.

Redes sociais para arquitetos

Como devem os arquitetos usar as redes sociais para atrair o público-alvo 

1. Desenvolva um site

Criar um endereço próprio no mundo digital é uma estratégia fundamental para uma boa presença nas redes. Perfis no Instagram ou até mesmo uma página no Facebook não substituem a credibilidade de um site profissional. 

Para uma boa apresentação, o local deve reunir informações de contato (endereço com horário de funcionamento, telefone e e-mail), portfólio e, se possível, um blogue com temas relacionados. 

O site também é muito importante porque é através dele que o trabalho poderá ser “rankeado” no Google e entregue a possíveis clientes. Ou seja, a ferramenta funciona para maior eficiência em publicidade e divulgação, canal de fácil acesso, atendimento centralizado, maiores hipóteses de alcançar consumidores próximos e uma forma gratuita de promover a empresa.

2. Alimente um blogue no site 

Alimentar um blogue de arquitetura é muito válido em estratégias que visam dar credibilidade ao trabalho do arquiteto. Através de conteúdos sobre tendências, materiais, vantagens e desvantagens de certos produtos, o profissional consegue atrair um maior número de usuários para conhecer o seu trabalho. Porém, obviamente, para bons resultados a página deve ser atualizada com frequência e conter textos relevantes. 

O blog traz benefícios como conectar um número maior de pessoas à marca, estabelecer a empresa ou profissional como referência no mercado, agregar valor ao site com visitantes orgânicos e criar maiores possibilidades de partilhar os próprios projetos.

3. Redes sociais

Não existe marketing de conteúdo digital sem redes sociais. As ferramentas são ótimas opções para a divulgação de projetos de arquitetura por serem espaços maioritariamente destinados a fotos e vídeos. O primeiro passo é criar um planeamento específico para as redes sociais com diversidade de formatos e datas de publicações. 

A melhor maneira de aproveitar as redes é investir em todos os recursos que elas oferecem. Ou seja, posts com dicas e tendências, bastidores de obras, vídeos explicativos, guia com indicações de materiais, stories dos processos durante a execução, interação com a audiência através de sondagens e o uso de hashtags relacionadas com os assuntos abordados.

Em que redes é importante estar presente? 

Cada uma das plataformas mostra os conteúdos e comunica de maneira. De forma geral, os materiais podem e devem ser trabalhados em todas, mas em formatos diferentes. Um mesmo projeto pode render um carrossel de fotografias tanto para o Instagram como para o Pinterest, um artigo com tendências para o blogue, um vídeo informativo para o Youtube e um Reels de transformação também para o Instagram ou até mesmo para o Tik Tok.

Tratando-se de algo visual como a arquitetura, o Instagram é um local indispensável para divulgação.

Passo a passo para uma boa estratégia nas redes sociais 

  • Estabeleça o público-alvo;
  • Selecione as plataformas em que irá trabalhar;
  • Organize os conteúdos;
  • Publique utilizando os mecanismos das redes, como localizações e hashtags;
  • Interaja com marcas parceiras;
  • Interagir com o público;

Procure avaliar os resultados e focar-se em estratégias mais assertivas. 

4. Portfólio digital

Uma das vantagens de disponibilizar o portfólio na média digital é a facilidade de atualização. O arquiteto ou escritório como marca podem inserir imagens dos itens mais recentes e ter a certeza de que os seus clientes e seguidores serão notificados a cada publicação. 

Outro ponto muito positivo é poder divulgar vídeos de alta qualidade destacando toda a execução do trabalho. Existem muitas possibilidades, o conselho é: use e abuse da sua criatividade.

5. LinkedIn para promover projetos

O LinkedIn é um canal “business” e por isso a rede social é excelente para promover cases e projetos finalizados. Estar presente nesta rede é essencial para estreitar a relação com colegas, escritórios de arquitetura e apresentar o portfólio.

6. Contato com o público

Conforme apresentado nos tópicos anteriores, há uma série de alternativas para aumentar a visibilidade e explorar os inúmeros recursos e diferentes funções de acordo com o objetivo de cada arquiteto. No entanto, não importa a plataforma escolhida ou o tipo de conteúdo que será produzido, existe uma regra universal: interação com contatos e/ou seguidores. As redes sociais funcionam como canais de comunicação direta, portanto, a base é a troca entre as pessoas. 

Não à toa, o digital pode ser um grande aliado para expandir a influência da empresa e torná-la uma referência para o setor em que atua. Com um excelente marketing online, as plataformas são um meio perfeito de obter uma projeção maior e ajudar a crescer a base de clientes.

7. Público-alvo

Ao longo do artigo, todas as dicas rondam o mesmo termo: “público-alvo”. Mas, o que é que isso significa? O princípio do marketing digital está no público-alvo. Este refere-se ao perfil dos clientes que a empresa ou o próprio arquiteto deseja alcançar. Logo, toda a estratégia de comunicação criada deve estar alinhada com as expectativas desse grupo. 

A identificação dessas pessoas com o conteúdo publicado tem de existir, caso contrário o planeamento terá de ser modificado – o que também pode ocorrer várias vezes ao longo do projeto. Para estabelecer o público-alvo, é importante considerar a faixa-etária, o poder aquisitivo e a região.

8. E-mail marketing

O email marketing é uma estratégia presente no conteúdo digital. A função representa um ótimo retorno do0 investimento com um custo baixíssimo. A ideia consiste num envio geral com informações sobre novos projetos e possibilidades de reformas e obras. O intuito é instigar aquele cliente antigo a interessar-se por um novo trabalho, como uma pequena reforma de uma das divisões da casa, por exemplo. 

Para adotar a estratégia, será necessário definir o público, reunir os contatos dos clientes para criar a lista de envio ou até mesmo utilizar um software especializado em envios de e-mail para otimizar o tempo gasto com a atividade.

9. WhatsApp Business

Assim como e-mail marketing, o WhatsApp é uma excelente opção para enviar promoções e concentrar orçamentos e demandas de projetos. A aplicação facilita a ida do cliente até ao profissional visando um primeiro contato rápido. Além disso, é possível adicionar respostas automáticas, como o seu horário de funcionamento.

Conclusão

Em resumo, saber utilizar as melhores estratégias para chegar ao público-alvo através das redes sociais oferece uma maior possibilidade de interação, credibilidade e prospeção em novos trabalhos!

Blog Moss N Art
Artigos recentes
Receba novidades