+351 914 567 853

Como calcular o número de tomadas por ambiente?

|
Veja também
Manual de planeamento da construção

Dentro da formação de arquitectos e decoradores há várias especialidades que precisam de ser estudadas, mas mesmo assim podem ser encaradas como um desafio quando se trata de as pôr em prática. A instalação eléctrica é uma delas, uma parte que envolve não só um conhecimento arquitectónico mas também um conhecimento mais específico da electricidade. 

Tal como várias outras áreas no momento da obra não podem ser esquecidas ou feitas de forma apressada e inacabada, a instalação eléctrica precisa de ser muito bem analisada para que não haja acidentes durante e após a renovação – o que pode prejudicar funcionários, clientes e o projecto em geral. 

Uma dúvida específica sobre o sector eléctrico que é bastante comum é o número de tomadas por sala que devem ser instaladas. Alguns factores entram em jogo no momento de tomar esta decisão, tais como a área do ambiente, o número de salas, a necessidade de aparelhos em cada espaço, entre outros. 

Além disso, hoje em dia, com a quantidade de tecnologia que nos rodeia 24 horas por dia e nos ajuda em literalmente todas as tarefas, é extremamente importante pensar no planeamento de tomadas para que não fiquem sobrecarregadas com benjamins. 

Instalação elétrica

A instalação eléctrica é uma parte do processo de construção e renovação que ocorre mesmo na fase inicial de planeamento de toda a construção, porque se trata de uma questão de cablagem e estrutura que une todas as áreas do ambiente e precisa de ser muito bem elaborada. 

Não só é importante, mas necessário, que o profissional que lidera a obra esteja ciente dos procedimentos, burocracias e estruturas da instalação eléctrica, para que o plano geral seja feito a pensar nesta parte da electricidade, facilitando assim a sincronia da obra como um todo.

Dicas de instalação de tomadas por ambiente

Agora vamos à parte prática: com toda a teoria entendida e os procedimentos que envolvem a instalação eléctrica, de quantas tomadas preciso? Quais são as quantidades em cada espaço? Como funcionam as medições de tensão? De que outras coisas preciso de me lembrar? 

Algumas dicas podem ajudar ainda mais neste processo, entre elas estão 

  • Atenção à normas vigentes com instalações eléctricas de baixa tensão;
  • As tomadas de uso geral (TUG) destinam-se a equipamento comum ou portátil, tais como aparelhos de iluminação, aspiradores, televisão, carregadores, entre outros;
  • As tomadas específicas (TUE) são utilizadas para aparelhos que requerem maior potência e resistência, tais como aparelhos domésticos, aparelhos de ar condicionado e chuveiros; 
  • Ligação à terra: é necessário avaliar a estrutura do edifício, casa ou ambiente onde o trabalho está a decorrer, para que se possa fazer uma ligação à terra adequada ou uma ligação à terra do quadro de distribuição.

Número de tomadas por divisão

Há um cálculo que é efectuado para determinar o número de tomadas por sala: baseia-se no tamanho do espaço em proporção ao número de tomadas. Uma base que pode ser seguida é a seguinte:

  • É indicado um espaço com área inferior a 6m², pelo menos 1 tomada; 
  • Espaço com área superior a 6m², sugere-se 1 tomada de cada 5 metros;
  • Cozinha e área de serviço: cerca de 1 tomada por 3 ou 4 metros, lembrando tomadas específicas para frigorífico, microondas, forno, filtro de água, entre outras;
  • Varandas e garagem: 2 tomadas, pelo menos;
  • Casa de banho: pelo menos uma tomada e de preferência uma fora do balneário;

Nos quartos, é importante pensar em tomadas em locais de fácil acesso para carregadores de telemóveis, cadernos, entre outros dispositivos tecnológicos utilizados no dia-a-dia. 

Vale a pena mencionar, como última dica, que as tomadas devem ser espaçadas umas das outras e afastadas de locais com saídas de água e possíveis fugas. Para além das fardas de acordo com o projecto criado pelo arquitecto ou designer de interiores. 

quantidade de tomadas

Segurança em relação às tomadas

Como mencionado acima, outro ponto extremamente importante é prestar atenção à segurança no momento do processo de instalação eléctrica. Sobrecarga de pontos numa única tomada, má instalação e pontos inacabados, são alguns fatores que podem causar acidentes, tais como choques, pequenos incêndios, aparelhos a arder, entre outros. 

Além disso, é importante que a tensão de cada tomada seja marcada para facilitar a sua visualização.

Conclusão

Este artigo pode servir como guia para ajudar no processo de instalação eléctrica de um arquitecto ou designer de interiores, mas vale a pena salientar a importância de ter um profissional para responder a todas as perguntas e assegurar que tudo foi feito da forma mais correcta possível.

Blog Moss N Art
Artigos recentes
Receba novidades